Informações e críticas - Destaques desta segunda-feira

Informações:

Nesta segunda-feira, 08, acompanhei boa parte da sessão ordinária da câmara de vereadores. Ainda repercute naquela casa, a insatisfação dos vereadores (alguns), com o poder executivo, pois muitos reclamam que não estão sendo atendidos, e reclamam também que os secretários municipais não atendem telefone. Inclusive, o mais "magoado" é o Gildo, o vereador salientou que está se sentindo excluído do seu partido (PP).

Crítica:

É revoltante o despreparo de alguns vereadores. Muitos usando a tribuna apenas para não passar em branco, sem o mínimo preparo para fazer um pronunciamento, perdem-se durante seus discursos, abordam temas sem relevância alguma, nada que beneficie a comunidade, infelizmente. Quem perde é Santiago, pois quando elegemos um representante, esperamos que ele tenha o mínimo de preparo, principalmente para realizar uma oratória convincente. 

Informação:

Aprovado hoje, na Câmara, PL que autoriza o poder Executivo a conceder temporariamente até 100% de remissão dos juros e anistia da multa e contribuintes inadimplentes com a prefeitura, ou seja, aqueles que inscritos ou não em dívida ativa, ajuizados e a ajuizar, protestados e a protestar, inclusive aqueles com parcelamento anterior não cumprido pelo contribuinte poderão renegociar suas dívidas com os referidos descontos. Fonte: Júlio Martins. 

Crítica:

Toda tentativa é válida, mas, se o cidadão não pagou parcelado, quem dera pagar à vista.


Informação: 

Como de costume, Bianchini gravou mais um vídeo e publicou em seu perfil no Facebook.
No vídeo, o Ex-deputado pediu desculpas a Júlio Ruivo, pelas palavras que ele falou e que foram publicadas no Jornal Expresso. Segundo Bianchini, a conversa com o diretor do Jornal, João Lemes, era para ser reservada, mas tal acordo não foi cumprido por João. Bianchini teve seu salário "revelado" pelo Jornal e pelo blog Nova Pauta, o que gerou muitas críticas para Miguel Bianchini. Mas segundo ele, aqueles que o criticam, 90% estão "escorados" no PP. 


Crítica: 

O país está quebrado, o estado está quebrado, mas, reduzir salários exorbitantes e benefícios, ninguém quer, né? Discursar que é necessário enxugar a máquina é muito fácil, difícil é reduzir os 14 mil reais mensais. 

Ah, sobre o Jornal Expresso, se foi pedido sigilo, que se tenha, afinal, discurso bonito nas redes sociais muitos fazem, mas a verdade é que poucos vivem o que pregam. 

Comentários

Mensagens populares