Santiago não gera empregos, entenda...

Há poucos dias saiu uma reportagem no ZH que destacou a Terra dos Poetas por ter aumentado em 40% nos últimos três anos o número de empresas abertas, isso é bom, pois gera concorrência no mercado.

Por outro lado, ao contrário do que muitos políticos da cidade falam, Santiago não gera empregos. A maioria das empresas que foram abertas na cidade são micro ou pequenas empresas, muitas vezes dispensa a contratação de colaboradores.

É necessário sim, o incentivo para abertura de novas empresas, porém é necessário também um olhar mias atento para que grandes empresas se instalem em Santiago, gerando empregos para jovens que muitas vezes deixam a Terra dos Poetas em busca de crescimento profissional em cidades que possuam industrias.

Outro fato interessante é que nossa região é rica em agronegócios, então porque não buscar a instalação de uma montadora de máquinas agrícolas em nossa cidade?

Uma das tantas funções dos nossos  vereadores é industrializar a cidade, conforme citado na Lei Orgânica do Município, Sessão III art 15. Mas eu pergunto, nesses três anos de nova administração, você lembra de algum que trouxe alguma empresa para Santiago, ou tentou?
Sabemos que o poder executivo trabalha bastante para que isso ocorra, mas e o legislativo, mostra serviço neste setor?

Vamos aos números;
Para que alguns deles não venham reclamar que nós só os criticamos, vou citar os dados retirados da página oficial do João Amoedo, ex-candidato a presidência pelo partido Novo. Veja a foto abaixo.



Foto que mostra a realidade do povo Santiaguense. 

foto: Nova Pauta





Comentários

Mensagens populares